O papel das flores nos perfumes

O papel das flores nos perfumes

Sabemos que as flores s√£o importantes nos perfumes, mas muitos acham que elas s√£o¬†importantes apenas para o cora√ß√£o de uma fragr√Ęncia. Contudo, as flores desempenham um papel muito mais importante.

Encontram-se flores na saída (é o caso das flores de leveza, que muitas vezes substituem os cítricos e os aromáticos), no corpo (as flores mais opulentas e encorpadas) e até no fundo também (como acontece com o rizoma da íris). 

As flores mais conhecidas da perfumaria¬†s√£o, sem d√ļvida, o jasmim e a rosa, mas h√° muitas outras flores importantes sobre as quais quero falar.¬† Aos poucos, muitos amantes de florais t√™m conhecido e entendido suas participa√ß√Ķes nas cria√ß√Ķes de fragr√Ęncias, sabendo o que esperar delas em termos de intensidade e desempenho. Estas est√£o segmentadas a seguir:

1 - FLORES LEVES

S√£o florais que t√™m uma qualidade alegre e arejada e, em geral, as flores que j√° se sentem de¬†sa√≠da ou topo¬†numa fragr√Ęncia, como a rosada pe√īnia, a ajasminada fr√©sia, a frutal magn√≥lia (com leve cheiro de fruta vermelha), o verde e aquoso muguet, ou l√≠rio do vale, que s√£o flores muito fr√°geis para serem destiladas e por isso s√£o reconstitu√≠das quimicamente ¬†em laborat√≥rio, para que tenhamos acesso a esse cheiros magn√≠ficos. O N√©roli entra aqui como um √≥leo¬†essencial destilado em √°gua de flores de laranjeira, trazendo um perfume fresco e c√≠trico de grande for√ßa.

2 - FLORES PESADAS OU OPULENTAS

Que são as mais famosas da perfumaria clássica e têm sido usadas, algumas há centenas de anos. O jasmim, a rosa, o ylang ylang, a tuberosa e a flor de laranjeira são consideradas flores narcóticas da perfumaria, porque são intensas, marcantes e com qualidade hipnótica ardente e calmante.

3 - OUTRAS FLORES POTENTES: 

a)¬†GER√āNIO BOURBON¬†(Pelargonium Graveolens), assim chamado porque vem da Ilha Reuni√£o (antiga ilha Bourbon), perto de Madagascar. Tem uma nota forte rosada e verde, mentolada, de sa√≠da, um pouco a citronela, ¬†e depois um penetrante cheiro de rosa de longa dura√ß√£o. Muito usado na perfumaria compartilh√°vel.¬†

b) VIOLETA (Viola Odorata)¬†- esta n√£o √© a violeta conhecida no Brasil. √Č a Odorata, perfumada, da Europa. N√£o¬†√© poss√≠vel obter o √≥leo essencial diretamente das flores, assim, utilizam-se as folhas e caules da violeta:

b1) Flor de violeta - há a alternativa de reproduzir o perfume da flor em laboratório, a partir de outras matérias-primas, como as iononas. Seu cheiro é floral, verde, doce, de talco. 

b2) Folhas de violeta - Já as folhas de violeta sim, podem ser obtidas por destilação das folhas e caules.  Suas flores são vendidas para o mercado de flores ou de confeitos, em uso culinário na Europa. Seu cheiro é semelhante ao da iris, verde, pastoso, floral. Um cheiro que promove otimismo e bom humor.

c)¬†CRAVO¬†(Dianthus Caryophyllus), ou carnation, a flor, n√£o especiaria (que √© o cravo da √ćndia) tem cheiro floral, especiado, rosado, de cravo da √ćndia. Sua destila√ß√£o produz pouco √≥leo e¬†√©¬†muito intenso, por isso √© usado com modera√ß√£o em certos florais e notas orientais. Em muitos perfumes, sua nota √© substitu√≠da por mol√©culas sint√©ticas, com a mesma qualidade especiada.

d)¬†√ćRIS¬†(Iris Germanica, √ćris Palida ou Iris Florentina), com cheiro talcado, verde-amadeirado, de violeta. Muito elegante, engloba notas de violeta. N√£o¬†√© poss√≠vel extrair √≥leo de suas flores, assim os perfumistas recriam sinteticamente¬†o cheiro de algumas variedades de flores.¬†

d1) Rizoma de íris ou raiz de orris - esta é a parte utilizada pela perfumaria. Seu absoluto é um dos ingredientes mais caros da perfumaria, e só é usado na perfumaria de prestígio. Em forma de pó, foram muito usados para perfumar talco ou pó para o rosto, daí a ligação com o cheiro de maquiagem. 

SAFRA

Sim, a Safra interfere nos cheiros e no aspecto do √≥leo essencial, em fun√ß√£o das condi√ß√Ķes clim√°ticas: chuvas, ou falta delas, ventos, tempestades, cheias dos rios, enchentes, e assim por diante.

Para evitar que isto se torne um empecilho para o trabalho com naturais, a perfumaria trabalha com o sistema de mixagem de safras, garantindo que os óleos essenciais tenham cheiros equivalentes o ano todo. Somente os recriados em laboratório não têm esse problema, por conta do controle de produção. 

Ao trabalhar sob o conceito de safra, o consumidor é alertado sobre possíveis diferenças de cheiro e cor, assim como sobre a falta de um ingrediente.

ROSA

O grupo de cheiros de rosa e rosados inclui n√£o¬†s√≥ os diversos tipos de rosas, mas tamb√©m a pe√īnia, o ger√Ęnio. As rosas e suas ess√™ncias possuem uma varia√ß√£o infinita. Um jardineiro pode notar isso.¬†Se voc√™ tiver acesso ao arbusto, j√° notou que as rosas cheiram de maneira diferente em diferentes momentos do dia e a intensidade do cheiro cresce antes de temporais? Al√©m disso, a rosa, assim como o jasmim, ¬†mistura-se muito bem a qualquer outro √≥leo, real√ßa o melhor das outras notas com seu corpo intenso. Dizem que a rosa √© afrodis√≠aca, afasta a melancolia¬†e alegra o cora√ß√£o. O meu, pelo menos, alegra muito.

a) ROSA DAMASCENA OU DA BULG√ĀRIA¬† - cheiro de rosa, floral, fresco, nuances de lichia, framboesa, lembra ger√Ęnio, delicado, luxuoso.

b) ROSA DE MAIO¬†OU CENTIF√ďLIA (rosa absoluta)¬†- cheiro de rosa, floral, intenso, rosado, encorpado, aveludado, graxo, lembra mel, cosm√©tico.

JASMIM (Jasminum Grandiflorum)

O jasmim talvez seja a flor mais importante da perfumaria, por seu cheiro incompar√°vel. H√° muitos ingredientes semelhantes, sint√©ticos, recriados em laborat√≥rio, mas n√£o se comparam ao perfume natural do jasmim. Seu cheiro √© intenso, ind√≥lico (anim√°lico), penetrante, pesado, morno, n√£o¬†√© frio, ele aquece. √Č considerado narc√≥tico¬†por tomar nossos sentidos e imagina√ß√£o. Em certos momentos do dia, como o entardecer, o jasmim chega a ser enjoativo, com seu lado adocicado e profundo, quando se sobressaem as notas ind√≥licas.

Assim como a Rosa, não há quase nenhum outro ingrediente com o qual o jasmim não se harmonize bem. E, como reconhecido pela maioria dos perfumistas, não importa o quanto se desenvolvam ingredientes sintéticos para substituí-lo, o jasmim natural ainda é um dos principais elementos nos perfumes. Uma outra variedade muito profunda e penetrante é o jasmim sambac. 

O jasmim refresca mais do que deixa a fragr√Ęncia obscura e possui propriedades antidepressivas e afrodis√≠acas.

YLANG YLANG

O Ylang (Cananga Odorata) √© uma das flores mais importantes e ancestrais usadas em perfumes. Tem cheiro floral, intenso (alguns o acham suave) ajasminado, picante. Quando usado com modera√ß√£o, traduz efeitos muito interessantes nas notas florais¬†ajasminadas.¬† Combina com jasmim, rosa, bergamota, baunilha.¬† Traz eleg√Ęncia, volume e originalidade aos perfumes. Dependendo da extra√ß√£o, o ylang pode ser multifacetado, sendo um perfume em si mesmo.¬† Talvez por influ√™ncia de sua cor, sempre que o sinto em perfumes, vejo a fragr√Ęncia amarela. O ylang reduz a d√ļvida e a ansiedade e ajuda a combater a melancolia.

TUBEROSA

Muitas vezes traduzida por angelica¬†aqui no Brasil, n√£o tem nada a ver com a ang√©lica (Angelica Archangelica) usada em perfumes como Angelique Noir, de Guerlain. A tuberosa usada atualmente em muitos perfumes ajasminados e florais brancos intensos, tem um floral acentuado de jasmim, um pouco frutado, como na flor de laranjeira, um tanto amargo, adocicado, lact√īnico, ind√≥lico, quase nauseante. Sua flor abre ap√≥s o anoitecer, por isso alguns a conhecem por dama da noite. Est√° entre os mais caros ingredientes da perfumaria. Diz a literatura que ela desenvolve a intui√ß√£o e auxilia na resolu√ß√£o de problemas.

FLOR DE LARANJEIRA (Citrus Aurantium)

A flor de laranjeira é um ingrediente caro da perfumaria. Extraída da laranja amarga, as flores, quando destiladas, liberam neroli e, quando extraídas por solvente, o absoluto da flor de laranjeira. Das folhas e galhos extrai-se o petigrain. 

O cheiro da flor de laranjeira √© intensamente floral, ajasminado (muitos o confundem com jasmim) ind√≥lico, adocicado, penetrante e fresco. Ele confere frescor √†s misturas florais,¬†√©¬†√≥timo¬†quando usado em fragr√Ęncias pesadas, orientais e fundamentais em col√īnias c√≠tricas. Sua for√ßa faz dele uma excelente nota de corpo em fragr√Ęncias masculinas e compartilh√°veis.

HELEN AUGUSTO | Writer

Autora e tradutora brasileira, Helen Augusto sempre se sentiu atra√≠da pelo fascinante mundo das fragr√Ęncias. Ap√≥s ter trabalhado como Sales Executive na Givaudan durante mais de 20 anos, ela seguiu sua inspira√ß√£o de se manter conectada com a perfumaria, com os consumidores e a ind√ļstria, atrav√©s do seu canal de Youtube, onde ela compartilha o seu conhecimento e o seu entusiasmo pelos perfumes. Helen tem uma s√≥lida abordagem t√©cnica e conceitual, mas ela gosta tamb√©m de ser uma contadora de est√≥rias, falando sobre os seus encontros com diferentes ingredientes e perfumes. Ela acredita que as fragr√Ęncias despertam emo√ß√Ķes fortes.

Voltar para o blog

Deixe um coment√°rio

Os comentários precisam ser aprovados antes da publicação.