Publicado em Deixe um comentário

Terceiro princípio: é possível criar perfumes extraordinários no Brasil, sim!

No Brasil, existe a percepção que as marcas internacionais – de inúmeras categorias de produtos – são melhores do que as marcas brasileiras. Com perfumes, verdade seja dita, a situação é ainda pior. 

Isso se dá porque o perfume é um produto subjetivo, difícil de avaliar, de comparar, de tangibilizar, então o impacto na percepção de qualidade de uma marca forte e mais cara (devido aos impostos de importação e posicionamento de marca), fica ainda mais evidente. 

A verdade é que é difícil compreender a qualidade de um perfume em sua totalidade, e o que geralmente acontece é uma simplificação da avaliação para algo mais tangível e de fácil entendimento: quantas horas o perfume dura na sua pele. Ou seja, quanto mais um perfume dura na pele, maior a qualidade desse perfume, certo? Errado. 

Recebo muito essa pergunta. O que faz um perfume durar na pele? Gostaria que essa fosse uma pergunta fácil de responder, porém, a realidade é muito mais complexa. Não é à toa que perfumaria é uma arte e não uma ciência.

Para ampliarmos nossa visão sobre esse tema, vou trazer 4 fatores que influenciam – e  muito! –  a duração de um perfume na pele e ao mesmo tempo destacar quais são os atributos que realmente influenciam em cada um deles na percepção de qualidade. Vamos lá? 

1 – Volatilidade dos ingredientes

Para um cheiro chegar até o nosso nariz e ser percebido, é preciso que suas moléculas estejam suspensas no ar. Portanto, é muito importante entender que quando estamos falando de perfumes, falamos de ingredientes que estão constantemente evaporando, porém, em diferentes velocidades.

Moléculas leves (como notas cítricas e herbais) evaporam em minutos, enquanto moléculas muito pesadas (como notas amadeiradas e doces) podem demorar dias para evaporar. Então,  quando você ouve falar em notas de saída, corpo ou fundo, nada mais é do que uma forma de simplificar esse conceito e agrupar centenas de possíveis ingredientes em 3 grandes grupos. 

Portanto, o que define quanto tempo um perfume vai durar na pele é a quantidade de notas de fundo de sua composição. Quanto maior a quantidade dessas notas pesadas, maior o tempo que um perfume vai levar para evaporar completamente. (Bom, espero que à essa altura já tenha ficado claro que não existe a figura de um milagroso fixador!) 

Por esse motivo, um perfume essencialmente cítrico sempre vai durar menos do que um perfume essencialmente amadeirado, mesmo que o perfume amadeirado seja de menor qualidade. 

2 – Quantidade de óleo essencial

Você percebeu que acabamos de aprender que só podemos comparar a duração de dois perfumes que tenham estruturas olfativas semelhantes? Ou seja, que possuam notas dentro das mesmas famílias olfativas e, portanto, evaporem de forma parecida. Se não, estaremos comparando banana com maçã. 

A partir daí, a quantidade de óleo essencial em uma formulação, importa. As intensidades mais comuns são:

Eau de Parfum (ou Deo Perfume) – 15% a 18% de óleo essencial

Eau de Toilette (ou Deo Colônia) – 8% a 12% de óleo essencial

Eau de Cologne (ou Água de Colônia) – 3% a 5% de óleo essencial

Ou seja, um Eau de Parfum deveria durar mais do que um Eau de Toilette, desde que as duas fragrâncias tenham caminhos olfativos semelhantes.

3 – Qualidade dos ingredientes

Vamos imaginar dois perfumes de mesma estrutura olfativa e a mesma classificação de produto: dois Eau de Toilette amadeirados. É importante saber que a qualidade dos ingredientes usados em cada perfume também impacta a sua qualidade e duração na pele.

Existem, por exemplo, inúmeras qualidades de cedro. Cada tipo de óleo essencial têm diferentes nuances em seu cheiro. Eles diferem em origem, em tipo de extração, em preço, etc. Mas o ponto principal é que diferentes criações usam diferentes qualidades de um mesmo ingrediente.

Há ingredientes, por exemplo, que só são usados em sua forma sintética – como as frutas (não cítricas), as matérias-primas que substituem ingredientes de origem animal (musk e ambergris, por exemplo) e algumas flores (como a violeta). Apesar de criados em laboratório, esses ingredientes podem ser de altíssima qualidade e extremamente caros.    

Podemos afirmar, de forma geral, que uma matéria-prima mais cara e de maior qualidade, seja ela natural ou sintética, costuma durar mais tempo na pele do que a sua versão de menor qualidade.

4 – Fatores externos

Além da formulação do perfume, fatores externos também podem impactar na durabilidade de um pefume:

  • Clima: em dias quentes nosso perfume evapora mais rápido e, por tanto, dura menos do que num dia frio. Mas ele também se espalha mais rápido pelo ar, deixando um rastro mais poderoso. Não é à toa que sentimos vontade de usar um tipo de perfume à noite e outro durante o dia. Assim como perfumes que fazem mais sentido no inverno são difíceis de usar no verão.
  • Temperatura do corpo: um perfume quando aplicado na pele sempre vai sempre durar menos do que em uma fita olfativa, pois a temperatura da nossa pele é bem mais elevada. Justamente para que o perfume exale (e o seu nariz e o das outras pessoas possam senti-lo) é que você deve aplicar o perfume nas regiões mais quentes do corpo como pulsos, nuca, pescoço, atrás dos joelhos. 
  • Sua pele: cada corpo tem as suas características físico-químicas, que impactam de formas diferentes cada perfumes, incluindo sua durabilidade. Hormônios, hidratação, quantidade de gordura e alimentação são exemplos de fatores que fazem uma fragrância performar diferente de pele pra pele. 

Viu como é complexo entender todos os fatores que fazem um perfume durar por horas?

Na Amyi acreditamos que um perfume de qualidade é muito mais do que sua durabilidade. A originalidade do seu cheiro, a complexidade olfativa dos seus ingredientes, a explosão das notas de saída, o rastro deixado por onde passamos. Tudo isso faz parte de uma grande composição volátil, que está em constante mudança. Perfume é arte em movimento. 

Queremos mostrar para os brasileiros, tão apaixonados por perfumes, que é possível sim fazer um perfume de altíssima qualidade no Brasil. Por isso, investimos muito (muito mesmo!) na formulação do nosso produto. Demos não só liberdade criativa para os nossos perfumistas. Demos liberdade para usarem em abundância os melhores ingredientes da perfumaria mundial. Tudo isso na versão de Eau de Parfum com alta concentração de óleo essencial. Queremos inquestionavelmente ser uma marca brasileira que você pode confiar de olhos fechados.   

Publicado em Deixe um comentário

Segundo princípio: a perfumaria é uma arte, se você se permitir

Perfumaria é uma arte

Afinal de contas, o que é arte? Bom, muitas são as definições sobre o que é realmente arte. Na Amyi, acreditamos que arte é uma expressão criativa que, ao admirá-la, mexe com algo dentro de nós. Percebido pelos sentidos, esse movimento interno gerado pela  apreciação de algo é um convite ao encontro de sensações, sentimentos, emoções e até mesmo lembranças, que só acontece se permitirmos tal conexão. 

Olhando para o lado da expressão criativa como arte, temos na perfumaria a habilidade de manusear centenas de ingredientes, com cheiros próprios, muitas vezes complexos e multifacetados. Além disso, cada matéria-prima também apresenta volatilidades diferentes ao longo do tempo, ou seja, dissipam seus cheiros no “seu  próprio momento”. Criar perfumes é ter a habilidade de trazer combinações infinitas com pouquíssimos ingredientes ou mais de 200 em harmonia –  e movimento! – ao longo de horas. 

Arte, não? Quase. 

Permita-se observar o que acontece com você ao apreciar um perfume. Por trás de cada fragrância existe um artista chamado perfumista. Pessoas que se dedicam por anos para desenvolver um talento olfativo capaz de transformar ingredientes em fórmulas sublimes. Fórmulas que carregam muito mais do que notas de corpo ou de fundo, mas de alma. Fórmulas que materializam intenções e te convidam a observá-las, permitindo que a conexão aconteça entre histórias. E é aí, que a mágica acontece e alcançamos a arte da perfumaria. 

Na Amyi, não queremos só usar perfumes. Buscamos conexões reais e profundas. E como nos desafiamos para criar o inusitado e levar verdadeiras obras de arte você? A resposta é simples: com LIBERDADE! 

Na Amyi não tem briefing, não tem crítica, não tem retrabalho. Pedimos, ou melhor, convidamos perfumistas a criarem perfumes que eles tenham muito orgulho de assinar. Nosso papel nessa história toda? Levar até você as inspirações reais, intenções e te ajudar a compreender o lado desses artistas brasileiros para que você possa se permitir descobrir como tudo isso mexe com você. 

Topa viver essa jornada sensorial com a gente? 

Publicado em Deixe um comentário

Série: os 5 princípios da perfumaria, segundo a amyi, e porque isso importa pra você

CincoPrincipiosPerfumaria

Primeiro princípio: o olfato é essencial para o nosso equilíbrio emocional

Quantas vezes você já se pegou, de repente, em outro lugar, outro tempo, revivendo uma lembrança simplesmente por ter sentido um cheiro? Muitas vezes, tenho certeza. E você já reparou que os cheiros fazem você viajar intensamente em questão de milésimos de segundos? Pois é, nosso olfato é poderoso e rápido assim. 

Estudos de neurociência apontam que 75% das emoções que sentimos diariamente são desencadeadas pelo cheiro. Isso mesmo… 75%. Por isso, se buscamos mais equilíbrio emocional, a consciência sobre os cheiros que estão ao nosso redor e o que eles nos fazem sentir pode ser um caminho de incríveis descobertas. 

E por que o olfato é o sentido humano de maior conexão com as emoções? Diferente dos nossos outros sentidos como audição, tato, visão e paladar onde seus estímulos percorrem um caminho mais longo – e mais racional –  o olfato tem uma conexão quase que direta com a parte mais primitiva do cérebro que gerencia as emoções.

Sendo um dos sentidos mais importantes para a sobrevivência humana, o olfato é o primeiro a se desenvolver por completo ainda no útero materno. Através dele, após o nascimento, iniciamos a compreensão do mundo externo, e somos capazes de  encontrar a fonte do nosso alimento – o leite materno. Começa aí a formação da nossa rede complexa de cheiros, emoções e memórias.

Lembre-se: cheiros desencadeiam memórias. Memórias influenciam emoções. Emoções definem humor. Humor influencia comportamento. 

Sabendo que tudo isso acontece –  querendo ou não o despertar de certas emoções – por que não observar o que os diferentes cheiros provocam e usá-los a nosso favor? 

Como seria o seu dia-a-dia se você soubesse qual perfume faz você se sentir confiante ou transbordando de energia? Qual faz você se sentir em paz ou capaz de conquistar o mundo? Qual perfume te conecta com a natureza divina ou desperta o seu lado mais instintivo? Só você sabe onde um perfume é capaz de te levar. E ele pode ser como um amuleto para você. 

Foi por isso que criamos na Amyi um processo baseado em programação neurolinguística que te ajuda a compreender as emoções despertadas pelos nossos perfumes, chamada Experiência Amyi. Uma verdadeira experimentação olfativa para acessar com consciência seus sentimentos, memórias, histórias… suas emoções. 

Para compreender o poder do seu olfato, te convido a pegar qualquer perfume que você tenha em casa e acessar o nosso roteiro sensorial. Um exercício rápido, especial e gratuito para você começar a se reconectar com o poder do olfato. Vamos lá?

ExercícioSensorialAmyi
Publicado em Deixe um comentário

Sentimos.

Nossa relação com o mundo se estabelece pela sensibilidade. Vivemos cercados por imagens, cores e texturas que elaboramos a partir das sensações e símbolos que nos emocionam, despertam a nossa curiosidade e o nosso desejo. 

Sabores e aromas, são parte de todas as culturas. A música e a dança nos falam diretamente ao corpo. Somos tocados pela alegria, mas também pelo sofrimento. Somos movidos pela simpatia e pela aversão, pela compaixão e pela ira, pela dor e pelo prazer.

Somos humanos. 

Texto extraído do terceiro cubo do Museu do Amanhã, Rio de Janeiro – Sentimos.