Segundo princípio: a perfumaria é uma arte, se você se permitir

Perfumaria é uma arte

Afinal de contas, o que é arte? Bom, muitas são as definições sobre o que é realmente arte. Na Amyi, acreditamos que arte é uma expressão criativa que, ao admirá-la, mexe com algo dentro de nós. Percebido pelos sentidos, esse movimento interno gerado pela  apreciação de algo é um convite ao encontro de sensações, sentimentos, emoções e até mesmo lembranças, que só acontece se permitirmos tal conexão. 

Olhando para o lado da expressão criativa como arte, temos na perfumaria a habilidade de manusear centenas de ingredientes, com cheiros próprios, muitas vezes complexos e multifacetados. Além disso, cada matéria-prima também apresenta volatilidades diferentes ao longo do tempo, ou seja, dissipam seus cheiros no “seu  próprio momento”. Criar perfumes é ter a habilidade de trazer combinações infinitas com pouquíssimos ingredientes ou mais de 200 em harmonia –  e movimento! – ao longo de horas. 

Arte, não? Quase. 

Permita-se observar o que acontece com você ao apreciar um perfume. Por trás de cada fragrância existe um artista chamado perfumista. Pessoas que se dedicam por anos para desenvolver um talento olfativo capaz de transformar ingredientes em fórmulas sublimes. Fórmulas que carregam muito mais do que notas de corpo ou de fundo, mas de alma. Fórmulas que materializam intenções e te convidam a observá-las, permitindo que a conexão aconteça entre histórias. E é aí, que a mágica acontece e alcançamos a arte da perfumaria. 

Na Amyi, não queremos só usar perfumes. Buscamos conexões reais e profundas. E como nos desafiamos para criar o inusitado e levar verdadeiras obras de arte você? A resposta é simples: com LIBERDADE! 

Na Amyi não tem briefing, não tem crítica, não tem retrabalho. Pedimos, ou melhor, convidamos perfumistas a criarem perfumes que eles tenham muito orgulho de assinar. Nosso papel nessa história toda? Levar até você as inspirações reais, intenções e te ajudar a compreender o lado desses artistas brasileiros para que você possa se permitir descobrir como tudo isso mexe com você. 

Topa viver essa jornada sensorial com a gente? 

Posts Relacionados